O que podemos dizer sobre a revolução gay? Em primeiro lugar Deus diz que o homossexualismo é errado. Algumas pessoas atualmente torcem as Escrituras para tentar dizer que não é. Dizem que Jesus nunca condenou o homossexualismo, mas ignoram o fato de que Jesus não veio destruir a Lei de Deus - que condena expressamente a homossexualidade - mas cumprí-la (Mt 5.17).

Também dizem que a Bíblia condena a lascívia homossexual, mas não o amor homossexual. Mas não é isso que a Bíblia diz. Lemos em Romanos, que "as mulheres alteraram o uso natural, no que é contrário à natureza... - semelhantemente os varões, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade de uns para com os outros, varão com varão, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro. (Rm 1.24-32).

Segundo; gay é um nome impróprio (esta palavra significa "alegre"). Se há algo que uma pessoa gay, não é, é alegre - foi um termo maliciosamente escolhido, pois estas pessoas são as mais miseráveis dos seres humanos. Aprisionados, sentem-se totalmente condenados pela sociedade, apesar de todas as leis aprovando sua liberdade e condenando sua descriminação, pois o problema não é externo mas sim, interno, é na alma, no coração - são criaturas infelizes e desesperadas.

Terceiro; afirmam, "uma vez gay, sempre gay". Felizmente existem milhares de homossexuais que mudaram sua orientação sexual nos dias de hoje. Muitos deles são casados e possuem filhos abençoados. O Dr. Nicolosi é odiado pela comunidade gay, de tão bem sucedido que tem sido no auxílio de homossexuais, no que ele chama de "terapia corretiva" (ele escreveu suas descobertas no livro Reparative therapy of male homosexuality - Terapia corretiva do homossexualismo masculino).

O sucesso de seu trabalho refuta algumas teorias sagradas - de que a pessoa nasce desse jeito e não tem como mudar - logo eles o odeiam. O dr. Nicoloni diz que o sucesso do seu trabalho e de outros terapeutas que auxiliam homossexuais a se tornarem hererossexuais desmorona a ordem gay.

Quarto; todos os esforços dos "liberalistas gays" para formar igrejas em uma tentativa de encontrar alguma forma de justificação e aceitação da parte de Deus, enquanto continuam a praticar seu pecado, é vã e fútil, pois nenhum homossexual praticante entrará no Reino dos céus. "Igrejas Gays" são reminiscências dos templos pagãos, que endeusavam o adúlterio e faziam da prostituição religiosa o espetáculo do dia, transformando a verdade de Deus em mentira. (Rm 1.25, 32)

Quinto; Então qual devia ser a atitude dos cristãos? A mesma que a de Deus. Deus ama o homossexual. Você pode odiá-lo, mas Deus o ama (Jo 3.16). E, se você é um genuíno cristão, deve amá-lo da mesma forma que ama um ladrão ou um adúltero. Isto não significa que você ame ou tolere seus atos; você o aceita, mas não suas ações pecaminosas. Os homossexuais se sentem desesperadamente aprisionados, pois percebem que não há escapatória e apesar de tudo não são aceitos como pessoas normais.

Sexto; Precisamos nos empenhar em conduzí-los ao poder de Jesus Cristo, que transforma (de dentro para fora) isso necessariamente envolve arrependimento, pois Jesus disse..."se não se arrependerem todos vocês também perecerão" (Lc 13.3).

Finalmente; Temos visto com nossos próprio olhos, a tranformação de dezenas de homossexuais, quando reconhecem e se arrependem de seus atos e querem mudança de vida radical. O mesmo Deus o Todo Poderoso que criou o ser humano, é o único que têm poder para transformar o mesmo ser humano, em uma nova criatura. "Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo" (2 Co 5.17).

Fonte: Adaptado





Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.