Com todo respeito devido ao  Marcelo Rossi, na foto, não é sobre ele quero falar, mas apenas o postei na ilustração, porque o assunto fui a partir dele, quando na manhã do último domingo, liderava milhares de pessoas que participavam de missa por ele celebrada, transmitida pela Rede Globo de Televisão, ocasião quando cantavam músicas procedentes do movimento gospel, como por exemplo duas que eu mesmo ouvi:

ZAQUEU - aquele sucesso entra na minha casa e ainda,BENDITO SERÁS.

Quase que em todos os cultos, sejam de congressos ou não que tenho ido em Igrejas Evangélicas ultimamente, mormente nas Assembleias de Deus, tenho ouvido esses hinos, e agora então, no último domingo, fui surpreendido ao ouví-los na Missa da Igreja Católica.

Isso me reportou ao artigo anterior aqui postado, quando disse que para ser crente nada mais precisa ser mudado, e também à mensagem que havia acabado de pregar no sábado (28.02) à noite na Assembléia de Deus de Guariba - SP, quando mencionei que as estratégias do inimigo nos dias atuais, são semelhantes à Faraó, quando quis impedir o povo de Israel sair do Egito.

Como a citação é pertinente ao que estou escrevendo, explano apenas as duas primeiras tentativas de Faraó:

1 - Para vocês sacrificarem, não precisam sair desta terra, adorem aqui mesmo, fica tudo como está:

"Então chamou Faraó a Moisés e a Arão, e disse: Ide, e sacrificai ao vosso Deus nesta terra". Êxodo 8: 25

2 - Já que insistem em sair, não vão muito longe, mas fiquem aqui por perto.

"Então disse Faraó: Deixar-vos-ei ir, para que sacrifiqueis ao SENHOR vosso Deus no deserto; somente que, indo, não vades longe; orai também por mim". Êxodo 8:28

Vejamos que as duas propostas, tinham como princípio não liberar o povo.

Na primeira, faço comparação completa com o início deste artigo. Já que vocês gostam das músicas que os crentes cantam, então cantem aqui mesmo, não precisa nem mudar de Igreja, aliás outro dia também vi pessoalmente pela televisão, quando um sacerdote católico ensinava a falar em línguas estranhas, por sinal estranhíssimas.

Na segunda proposta, Faraó blefa completamente quando sugere que os israelitas poderiam sair, mas que não fosse muito longe, na realidade seu maior desejo era continuar mantendo o controle do povo, ou seja, saiam do mundo mas não entrem de cabeça nesse negócio de evangelho, fiquem aqui mesmo na periferia, pois, se der vontade, estando por perto é somente voltar.

Para finalizar, está ficando tudo tão igual que, afinal de contas para que mudar?

Moisés e Arão foram contundes: a ordem do nosso Deus é sair com tudo e de uma vez.

Não há associação do culto genuíno a Deus com a idolatria do mundo.

O que me chama mais a atenção, é quando vejo algum irmão desavisado ou mesmo sem conhecimento bíblico dizer que é melhor assim, que eles estão certos e que praticamente não falta nada para serem crentes.

Enfim, está tudo ficando igual, porém a Palavra de Deus continua sendo a mesma, e por falar nela, quero aqui lembrar o que o Apóstolo Paulo fala aos gálatas:

"Porque as obras da carne são manifestas, as quais são: adultério, prostituição, impureza, lascívia,Idolatria(o grifo é meu propositalmente), feitiçaria, inimizades, porfias, emulações, iras, pelejas, dissensões, heresias, Invejas, homicídios, bebedices, glutonarias, e coisas semelhantes a estas, acerca das quais vos declaro, como já antes vos disse, que os que cometem tais coisas não herdarão o reino de Deus." Gálatas 5: 19-21

Que Deus tenha misericórdia de nos!
MARANATA!

Com temor e tremor, vosso conservo:

Pr. Carlos Roberto Silva - Blog PointRhema

Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.