Esta é uma verdadeira história de sacrifício de uma  mãe durante o terremoto no Japão. 

Depois  que o terremoto se acalmou no Japão, quando os socorristas chegaram às ruínas da casa de uma jovem mulher,  viram  o  seu corpo através das rachaduras.Mas a pose era de algum modo estranha. Ela ajoelhou-se sobre os joelhos como uma pessoa que estava adorando, seu corpo estava debruçado para a frente, e suas duas mãos estavam apoiando  um objeto. A casa desabou caiu nas costas e na cabeça da jovem mulher matando-a.

Com muitas dificuldades, o líder da equipe socorrista colocou a mão através de uma fenda na parede para alcançar o corpo da mulher. Ele estava esperando que esta mulher poderia  ainda estar viva. No entanto, o corpo frio e duro disse-lhe que ela tinha morrido com toda certeza. Ele e o resto da equipe deixaram aquela casa e estavam indo para procurar sobreviventes no prédio ao lado que havia desabado.   
  
Por algumas razões, o líder da equipe foi impulsionado por uma força irresistível, voltou para a casa em ruínas da mulher morta. Novamente, ele ajoelhou-se e usou sua mão introduzindo-a através das rachaduras estreitas para pesquisar o pouco  espaço debaixo do corpo morto. De repente, ele gritou com entusiasmo: "Uma criança!Há uma criança! Toda a equipe trabalhou em conjunto; eles removeram cuidadosamente as pilhas de objetos das ruínas em volta da mulher morta.    

Para surpresa e alegria de todos, havia um menino de 3 meses de idade  enrolado em um cobertor florido sob o corpo morto de sua mãe. Obviamente, a mulher tinha feito um último sacrifício para salvar seu filho. Quando sua casa estava caindo, ela usou seu corpo para fazer uma capa para proteger seu filho. O menino ainda estava dormindo pacificamente quando o líder da equipe o pegou e o resgatou.

O médico chegou rapidamente para examinar o menino. Depois ele abriu o cobertor, e viu um telefone celular dentro do cobertor. Havia uma mensagem de texto na tela que dizia: "Se você pôde sobreviver, você deve se lembrar que eu te amo." Este celular foi passando em torno de uma mão para outra. Todo corpo de socorrista leu a mensagem e choraram.   

"Se você pôde sobreviver, você deve se lembrar que eu te amo." Tal é o amor da mãe por seu filho, muito mais é o amor de Deus por cada um de nós.

Jesus Cristo  também na Cruz, suportou em seu corpo, todo o peso do Juízo divino. Ele foi moído pelos nosso pecados. Ele Jesus nos protegeu de tal maneira que ficamos livres da condenação e da morte eterna. Ele morreu como nosso substituto. Morreu em nosso lugar para termos vida em abundância.

Ficou registrado uma mensagem para todos nós: "Deus amou o mundo de tal maneira, que deu o seu Filho Unigênito, para que todo aquele que Nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna" (Jo 3.16).

Viver ou perecer? Depende de como iremos reagir diante da graça (favor imerecido) de Deus, manifestada a todos os seres humanos através do Cálvario.


Fonte: Adaptado de Marjori Vendramini

Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.