Efraim se mistura com os povos; Efraim é um bolo que não foi virado” (Oséias 7.8).

O Profeta Oséias usa freqüentemente o termo “Efraim” para designar a nação de Israel.

Israel na sua cegueira espiritual está se perdendo entre as nações.  Na sua arrogância, ele desafia o castigo divino, e abandona o seu Deus, de quem tinha recebido a sua missão singular. Pela natureza de sua missão, era vontade de Deus que Israel trabalhasse entre as nações, transmitindo-lhes a revelação divina, porém sem se misturar com elas, sem se misturar com suas práticas pagãs pecaminosas.

O verbo hebraico “balal” refere-se ao ato de “misturar” o azeite com a massa da flor de farinha, no preparo dos pães asmos para o sacrifício. O significado do uso da figura aqui é que Efraim ou Israel era vocacionado como um povo distinto, um povo santo e eleito, mas misturou-se com os povos pagãos vizinhos que eram inimigos de Deus. Misturou as verdades de Deus reveladas às práticas pagãs de religiões idólatras. Criou-se um “sincretismo” religioso. Fazendo assim “Efraim” perdeu a sua própria identidade.

“Efraim” significa “frutífero”, e era o filho mais novo de José, e foi abençoado por Jacó com uma benção dobrada (Gn. 48.17-20).  Mas a tribo de Efraim nos dias do profeta Oséias estava no caminho do erro, da apostasia. Eles estavam perdendo a sua herança e benção espiritual porque estavam se misturando com povos inimigos de Deus. Estava fazendo “aliança” com ímpios. Efraim não estava mais frutificando para o Reino de Deus, pois estava se misturando com o mundanismo. Efraim estava perdendo sua identidade como um “povo santo”, separado por Deus para ser “luz do mundo e sal da terra”. E se o sal perder o seu sabor e tornar-se insípido, não serve para mais nada, disse Jesus.

Efraim misturou-se  no meio da massa dos povos mundanos e tornou-se semelhantes a eles. Efraim tornou-se apenas um ingrediente na mistura com os povos pagãos. Ele não era mais o mesmo, não fazia mais diferença. Não mais influenciava com a fé, a fidelidade e a justiça. Ele foi assimilado pelos povos vizinhos, sem saber que tinha perdido a sua identidade.

O Senhor Jesus orou “Pai, não te peço que os tire do mundo, mas que o livre do mal”. O Cristão não pode sair do mundo, mas por outro lado não pode se misturar com o mundo mal. Não pode praticar o mesmo mal que o mundo pratica.

Efraim é retratado como esposa do Senhor. Mas uma esposa adultera ou prostituta. Ela prostituiu espiritualmente com falsos deuses.  Portanto, o profeta denuncia os pecados de Efraim que são: infidelidade, adultério, idolatria, apostasia, desvio, rebeldia, falta de conhecimento de Deus e Sua Palavra.

Há esperança de salvação para Efraim? Há cura e restauração para Efraim? Efraim habita no “vale de Acor” (Os. 2.15). “Acor” significa “problemas”. Efraim vive no “vale dos problemas”. É problema moral, financeiro, espiritual; é problemas de toda sorte. Efraim está atolado em um lamaçal de pecados e problemas. Mas Deus diz que transformará o “vale de Acor” em uma “Porta de Esperança”.

Óh Deus faça nossa Igreja ser uma “Porta de Esperança” para milhares de pessoas que vivem no “vale de Acor”!

Há milhares de pessoas hoje vivendo no “vale de Acor”, o “vale dos problemas”. São pessoas oprimidas, fracassadas, cheias de problemas familiares, sociais, financeiros, psicológicos e espirituais. Mas Deus quer abrir uma “Porta de Esperança” para elas. A Igreja  do Senhor Jesus deve ser esta Porta de Salvação!

Então o Profeta diz: “Efraim é um bolo que não foi virado” (Oséias 7.8). Como resultado da mistura com povos pagãos, com ímpios e incrédulos e a aceitação de suas idéias religiosas falsas, Efraim (ou Israel) se tornou “um bolo que não foi virado”, um bolo cozido de um só lado, mas cru do outro lado. Um bolo assado por fora, mas cru por dentro. Efraim tornou-se uma tribo dividida, a metade serve a Deus, outra metade serve ao mundo.

Quantos “crentes” estão hoje como Efraim, estão divididos entre servir a Deus e servir ao mundo?

 Quantos estão divididos entre servir ao Reino de Deus e servir aos seus próprios interesses? Quantos estão assados por fora, mas cru por dentro? A verdade de Deus queimou com uma ação apenas por fora, mas não penetrou por dentro do coração. Muitos parecem ser “cristãos” por fora, mas por dentro ainda não estão convertidos. Muitos parecem estar comprometidos com o Reino de Deus, apenas por fora, mas por dentro do coração não estão.


“Efraim é um bolo mau assado”. O fogo queimou só por fora, mas não queimou por dentro. Muitos usam uma “capa” exterior enganosa, parecendo ser, mas quando vem o fogo da provação, demonstra que a pessoa não é no interior o que aparentemente parecia ser. Assim é o “crente” Efraim, um bolo assado por fora, mas cru por dentro. Ele vive uma farsa, uma hipocrisia.

Mas esta é uma hora de mudança. Esta é uma hora de tomada de posição. O verdadeiro discípulo do Reino de Deus não pode ficar “em cima do muro”. Converta-se ao Senhor de todo o coração, e deixe o fogo do Espírito Santo te queimar por fora e por dentro!

Não podemos cometer o mesmo erro de Efraim. Não podemos ser como Efraim. “Um bolo não virado”. Efraim significa neste contexto “uma conversão pela metade”. Ou nós nos convertemos totalmente ao Reino de Deus ou não. Deus não quer só a metade do seu coração. Devemos ser assados por dentro e por fora. A obra de Deus deve ser completa em nossa vida. “Pai, não nos deixe ser como Efraim”. Nos ensina a tratar com Efraim. “Toda carne deve ser assada e queimada com fogo, não podemos deixar nenhuma carne crua em nosso meio”. “Não comereis dele cru… senão assado no fogo!” (Êxodo 12.9).

O Cristão só se torna um bolo comestível, um pão de Deus para alimentar a fome espiritual do mundo, se for todo assado no fogo do Espírito Santo!

Nós podemos até ser como Jacó, mas Deus tratará conosco e nos mudará em Israel.

Assim o bolo queimado de um lado e cru do outro, é uma ilustração que o profeta usa para demonstrar o caráter da conversão de Israel. 1) - Ele estava perdendo sua verdadeira identidade e o alvo de sua missão. 2) - Estava sendo influenciado pelo mundanismo e pela idolatria. 3) - Seu coração estava dividido. Uma metade estava debaixo do domínio de Deus, outra metade estava debaixo da influencia do pecado.

“Crentes” do tipo Efraim, poderão ainda arrepender-se de seus pecados em seus corações, e ter vergonha por ter amado a mentira, a hipocrisia e se rebelado contra o Senhor. Poderão ainda tomar palavras que expressam o desejo ardente de estar vivendo em perfeita harmonia com o Senhor, em comunhão e santidade com o Seu Reino Eterno.


Fonte: Blog Bispo Hermes da Ga
ma


Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.