Introdução: Muitos missionários voltam do campo transcultural, com seus filhos completamente destruídos emocionalmente, pois não souberam educá-los com cuidado e sabedoria. Nossos filhos não foram chamados para ir ao campo, eles nos acompanham, por isso todo cuidado é pouco. Eis aqui 7 sugestões que poderão ajudar meus companheiros de Missões

1. Fale a língua materna

É extremamente importante que a língua materna da criança seja ensinada e usada, principalmente em casa. Os filhos de missionários não podem esquecer a língua de origem, pois quando retornarem para seu país de origem sofrerão com suavidade o choque do retorno. Muitos missionários estão tão preocupados em aprenderem o novo idioma, que esqueceram rapidamente a sua língua materna.

2. Mantenha a identidade cultural

Os pais precisam ajudar os filhos a manter uma identidade familiar e cultural saudável. Celebrar seus feriados nacionais e culturais, ler história e literatura na sua língua, convidar outros a aprender sobre a sua cultura são maneiras de ajudar a criança a firmar sua identidade cultural. Falar sobre os parentes, incluindo a história de seu país natal, manter fotos a vista deles, enfim não se pode perder os vínculos do país de origem.

3. Cuidado contínuo

Os pais devem comportar-se como exemplos na fé, confiança em Deus, não influenciando jamais seus filhos com atitudes de desanimo, frustrações, descontamento e conversas negativas relacionadas com o trabalho missionário, pois o futuro de seus filhos no Senhor depende do momento presente. Nunca digam: não podemos comprar, a igreja esqueceu-se de nós, nosso salário mais uma vez atrasou. Os filhos não devem participar de reuniões ou de conversas ministeriais.

4. Comportamento exemplar

Os filhos absorvem tudo que ouvem e vêem de seus pais. As reclamações, queixas devem ser substituídos por uma linguagem bíblica de total confiança em Deus e de suas promessas infalíveis. Lembro que meu filho Davi de 5 anos de idade queria de presente no Natal, na Argentina, um velocípede de três rodinhas. 

Não tínhamos dinheiro nem para comprar de uma rodinha, quando mais de três. Convidei  Davizinho para orar comigo e juntos pedimos ao Senhor o seu presente de Natal.  Logo em seguida vendemos o anel de formatura de Marlene minha esposa e compramos o presente para Davi. Ao entregá-lo para Davi, afirmamos que tinha sido o Senhor que havia mandado. Ele ficou feliz e oramos agradecendo ao Senhor pelo presente.

5. Honre a Deus diante de seus filhos, para ser honrado

Depois de muitos anos, fomos fazer Missões na China e lá um belo dia, uma irmã portuguesa deu de presente para Marlene o mesmo anel, com a mesma pedra e da mesma cor, sem saber de nada do ocorrido na Argentina.  Só Deus pode fazer isso. Ao honrá-Lo diante de Davizinho, Ele respondeu devolvendo o anel de formatura.

6. Não transforme sua casa em campo de guerra

Os problemas das ovelhas e da Obra não devem ser levados para dentro de casa, e também não devemos descarregá-los em nossas esposas e em nossos filhos. O nosso lar deve ser um "pedacinho do céu na terra". As responsabilidades sempre estarão sobre os nossos ombros e nunca devemos transferi-las para os nossos amados.

7. Separe um tempo especial para sua esposa e seus filhos


É necessário equilíbrio no Ministério. Procure dar atenção, carinho e tempo para a sua família, cada obreiro deve administrar o seu tempo para a Obra e para a sua família amada, pois do contrário seremos pais e esposos "ausentes" e isto prejudicará o nosso relacionamento como os nossos filhos.

Finalizo, escrevendo que existem ainda muitos conselhos para que nossos filhos não voltem do campo missionário, frustados, tristes e decepcionados com o Deus de seus pais. Meus três filhos, Tânia, Alessandra e David, hoje todos casados, fazem Missões na Europa, com total alegria no coração. Nenhum deles voltou do Campo, ferido, revoltado  e doente espiritualmente. Dou graças a Deus por isso, pois aprendi a lições para preservar meus filhos dos impactos do campo missionário transcultural.

Vosso conservo em Cristo,

Pastor/Missionário - Antonio Romero Filho

Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.