Marcos1:40-45. "E aproximou-se dele um leproso que, rogando-lhe e pondo-se de joelhos             dele, lhe dizia: Se queres, podes limpar-me"(v.40)

O que me chama a atenção no primeiro verso deste texto é a importância de buscar a               presença de Deus diante das dificuldades da vida. Tenho observado tantas pessoas se             deixarem abater pelo desânimo. E este desânimo tem por trás dele um pensamento.                         Um pensamento que, em muitos casos são sementes malignas plantadas pelo diabo.                          
É quase automático, e lá está você com um sentimento de desânimo. Desânimo de ir à                   Igreja, de se levantar da cama, caminhar um pouco.

O leproso soube de uma oportunidade. Era sua única oportunidade de ficar curado. Imagino           que deva ter lutado contra os pensamentos malignos: "Olha, ele não vai querer te ouvir".                
A realidade é bem cruel: Muita gente tece uma trança de impossibilidades de uma coisa dar               certo. Com o tempo isto vira um costume, um costume contagioso. Uma "vida-maria"                     que se repercute na vida de familiares, colegas, amigos. E na origem de tudo isto a voz do diabo.

O leproso foi curado porque se levantou e foi até o SENHOR. Há uma eternidade entre o    
significado do verbo ir e o verbo ficar. No ficar estão as doenças não curadas por falta de         vontade de ir na Igreja ou se encontrar com o SENHOR. No ficar estão os casamentos em crise,    
em que os cônjuges preferem ficar do que ir à presença de Deus para orar ou pedir perdão          
para o cônjuge.

A maneira de ver as coisas daquele leproso era positiva. Ele, de alguma forma percebeu que         Jesus estava por perto. Planejou a forma de chegar até sua presença, e no momento certo    
aproximou-se, dobrou os joelhos e pediu o que precisava. Simples assim, e também foi muito   simples a resposta de Jesus: Quero, sê limpo!

Da mesma forma, abra seu coração para as possibilidades de sucesso da sua oração, dos             planos e sonhos. Isto é um exercício de fé. Paulo escreveu em II Coríntios que: "Devemos andar     por fé e não por vista". Se aquele leproso estivesse olhando para sua pele e visto apenas            
feridas e carne necrosada ele nunca teria procurado por Jesus. Ele se aproximou de Cristo        
porque sabia que Jesus tinha o poder de curar.

Sim, Jesus tinha, tem e sempre terá o poder de curar, de perdoar de reconstruir vidas do                
lixo e casamentos desfeitos. A última palavra sobre qualquer assunto não é sua nem do diabo:     Jesus tem a última palavra: Quero, sê curado!  Quero, sua porta de emprego está aberta. Quero,     seus pecados já estão perdoados. Quero, seu casamento não vai ser destruído pelo diabo. Quero,  
esta doença não é para a morte. Quero, sê batizado com o Espírito Santo! Quero, levanta desta     cama e anda!

Ô Glória!

Fico imaginando se aquele leproso andasse segunda as palavras da maioria dos cidadãos        
daquela aldeia, imagino que ficaria longe de Jesus. Mas tenho certeza de que havia alguém ali      
que o animava. Isto, vai lá que seu desejo se tornará realidade.

Que tipo de voz seus ouvidos estão ouvindo?  A voz de Deus ou a voz do diabo? A que voz        
você costuma dar crédito? Que tipo de argumento aquele leproso teria para convencer a si         mesmo de que mereceria a atenção do SENHOR? Nenhum. A compaixão de Cristo não           obedece a hierarquias de pecados. A lepra era um dos maiores sinais do pecado de rebeldia      
contra Deus, nem por isso Cristo deixou de ter compaixão do leproso.

Da mesma forma, ainda que seus pecados fosse negros como a cor do betume  a                
compaixão do Senhor seria a mesma. A única diferença está em buscar a presença dele                  
em oração. Aproxime-se, mesmo que a possibilidade de solução do seu caso seja uma em um
trilhão. 

Para Deus não há nada impossível, mas ele só vai começar agir na sua vida se você se                 buscar a presença dele, se humilhar e abrir a sua boca para pedir o que precisa.  Peça e recebe!     Você tem opção de ficar em silêncio, mas se abrir a sua boca com humildade, vai receber                   a sua bênção.

Autor: JOÃO CRUZUÉ

Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.