Um ritual milenar que ainda resiste no interior da China. Mulheres que, para serem consideradas bonitas, precisavam quebrar parte dos pés para deixá-los bem pequenos.                                                                  
Na velha China a beleza da mulher estava diretamente ligada com o tamanho dos pés.                                  
O ritual, também chamado de ritual dos pés de lótus, não é praticado mais mas ainda é possível encontrar sobreviventes de uma cultura bastante diferente. Esta é uma das reportagens exibidas na série China Exótica no Jornal da Record.


Que costume dolorooooso!
Por 1.000 anos esta prática (chamada Chanzú) foi comum na China - meninas tinham os pés atados com bandagens apertadas de forma que não pudessem crescer.

Os “Pés de Lótus”, como eram chamados, não passavam dos 10 cm de comprimento.

O comprimento máximo dos pés das chinesas – oito centímetros. Oito centímetros! Costume abolido na China somente em 1917, pés pequenos era símbolo de beleza, feminilidade e fragilidade.    

Elas deveriam andar parecendo “um tenro broto de salgueiro na brisa da primavera”, imagem considerada afrodisíaca ao olhar masculino.   

Para alcançá-la, as mães tomavam as filhas aos dois anos de idade e cumpriam um ritual que consistia em dobrar os dedos sob a sola dos pés, menos o dedo grande, e os enrolar com longas faixas de pano branco.  

Sobre os pés depositavam uma pesada pedra, até quebrar seu arco. Apesar das dores contínuas e lancinantes, esse enfaixamento era mantido para impedir que os dedos e as articulações se recompusessem.    

Somente à noite as faixas eram ligeiramente afrouxadas. Resultado: uma enorme deformidade e uma atrofia muscular permanente. Quanto menores os pés, maior o sinal de nobreza, riqueza e melhores possibilidades de um bom casamento.

Outra explicação para o costume dos pés pequenos: tolher a liberdade de locomoção das mulheres. Assim, mais caseiras e submissas aos pais e aos maridos e não poderiam fugir de casa e percorrer grandes distâncias.

Veja o vídeo:



Fonte: CIM

Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.