"Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até o ocidente, assim será também a vinda do Filho do Homem" - Mateus 24.27.

Mateus ao relatar a Vinda do Senhor usou uma metáfora interessante e curiosa, vamos com cuidado analisá-la na esfera científica para podermos entender um pouco a respeito desta manifestação que em breve ocorrerá. (Ap 3.11)

Existem algumas diferenças básicas entre raio, relâmpago e trovão. Na prática:      
             
(1) O raio é uma descarga elétrica produzida entre as nuvens e o solo;   É importante saber que descarga elétrica atmosférica é um fenômeno natural absolutamente imprevisível e aleatório.
                             
(2) O relâmpago é a descarga visível, que apresenta trajetórias sinuosas e com ramificações irregulares;   
                                                                                                      
(3) O relâmpago sempre vem acompanhado de ondas sonoras, que são chamadas de trovão.  Deu para entender? (Êx 20.18)

Vamos explicar melhor o mistério:  (1 Co 15.51)

Os raios são produzidos pelas diferenças de potencial na atmosfera. Eles podem ser raios (1) da nuvem para o solo; (2) raios do solo para a nuvem e (3 ) raios entre nuvens. Os raios têm uma natureza elétrica.  (1 Ts 4.15-17)  
                                                                                                
A descarga se liberta da nuvem e cria uma corrente iônica que é um tipo de ligação química (são uniões estabelecidas entre átomos para formarem moléculas) baseada na atração eletrostática (Atração entre cargas opostas positivas e negativas) entre dois íons (carregados com cargas opostas que aumenta à medida que se aproxima do solo. Os dois ou mais íons logo se atraem devido a forças eletrostáticas (interagem através da atração gravitacional(Fp 3.21)

Assim, o raio, o relâmpago e o trovão sempre atuam juntos, temos aqui mais um símbolo ou revelação da Trindade Divina, que sempre atuam em harmonia. (Mt 3.16,17).

Quando os raios se formam em temperaturas muito elevadas, o aquecimento do ar provoca uma expansão explosiva de gases atmosféricos. Esse processo resulta numa onda de choque, formada pela compressão e pela rarefação. Esse fenômeno é chamado de trovão, aquele barulho assustador que ouvimos durante tempestades. (Ap 10.1-4)

Apenas 1% da energia do raio é convertida em ruído (trovão). O restante é liberado em forma de luz que risca o céu velozmente formando o relâmpago..."Assim será a vinda do Filho do Homem" (Mt 24.27b)

"Por isso, estai vós apercebidos também, porque o Filho do Homem há de vir à hora em que não penseis."( Mt. 24.44)

Pastor Antonio Romero Filho

Consultas: https://pt.wikipedia.org/ - http://www.sitedecuriosidades.com/ - Bíblia Sagrada.

Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.