Missão centrípeta

O que Deus pedia a Israel, era que ela fosse uma fonte de bênçãos ali mesmo no seu próprio lugar. Era ali o centro da sabedoria e dos milagres de Deus. Havia um força atrativa em Israel. Isto é o que denominamos missão centrípeta. É a força giratória que, em física, impele os objetos em redor para um centro comum dentro de seu campo de ação.

Em bons tempos Israel exercia notável atração sobre as nações ao redor. Embora Israel fosse chamado para se um modelo de missão centrípeta, alguns textos mostram que o plano de Deus para o futuro era que seu povo saísse em busca da nações.

Sabemos que Israel sofreu por desobediência e murmuração. De tempos em tempos, Deus trouxe sobre ela poderosas nações, que destruíram suas plantações, roubaram sua comida e até reinaram sobre ela com pesados impostos.

Falhando em sua missão de ser luz para nações gentílicas, Israel terminou entre o gentios assentado na região e sombra da morte.



Missão centrífuga

Em missões damos o nome de missão centrífuga às igrejas que enviam obreiros para fora de seus limites culturais com o objetivo de atingir outro povos, segundo a direção do Espírito Santo. O termo grego para a palavra enviar, "ekbalo", dá o sentido de "tirar com força", o que tem muito a ver com centrífuga. Em física, a força rotativa que impele objetos de um centro para fora é chamada de centrífuga.

Você conhece aquela planta de jardim que cresce lançando ramos ao redor? Cada rebento finca raízes no chão e forma outra planta que também lança seus ramos. Esse tipo de planta é um exemplo natural dado por Deus para que entendamos a atuação missionária.

Agora é tempo da igreja enviar muitos "rebentos" preparados para plantar novas igrejas enviadoras onde realmente exista necessidade, pois existem ainda lugares na terra clamando por missionários genuínos. Porque abrir igrejas somente em grandes cidades? Talvez pelo retorno financeiro? Porque a nossa visão missionária é somente para cidades importantes e prósperas? Porque não, enviar missionários para cidades pobres e ignoradas?






















Missão Sanguessuga

Mas, há um grande número de denominações no Brasil que crescem pescando no aquário dos outros, isto chamamos de missão sanguessuga.

Hoje é bastante fácil para qualquer grupo crescer sem ter que pagar o alto preço de dar à luz almas. Segundo o apóstolo S. Paulo, gerar um filho espiritual é um alto sacrifício, cujo processo de discipulado é comparável ao desenvolver de uma criança e às dores de parto.

Esses pescadores de aquário, jamais pescam muçulmanos, budistas, testemunhas de Jeová, mórmones, hindus onde não há nenhum "aquário" por perto.

Outro aspecto da missão sanguessuga é a lucratividade do atual movimento espiritual que mexe como o Brasil. O dinheiro fácil tem atraído muitos lobos devoradores ao cenário evangélico. Sabemos de cantores que antes abominavam o evangelho e hoje gravam músicas gospel porque o mercado está promissor.

Temos políticos que até se convertem por votos. Existem outros casos em que a prática da pesca desleal não é tão evidente, mas muito mais camuflada. É muito mais fácil tirar peixes de outros aquários realizando shows e espetáculos evangélicos, com promessas de que o pobre fica rico de um dia para o outro, onde a cura do corpo é mais importante que a cura da alma. Lugares onde vendem todo tipo de amuletos da sorte e prometem até o que Deus não prometeu em sua Palavra.

Conclusão

Através dos anos temos visto igrejas atuando como Israel, de forma centrípeta. Um belo edifício, pregadores famosos, promoção de belos eventos atrativos e utilização de programas com artistas, atores, e outros personagens famosos, são alguns meios usados para atrair multidões como um imã.

Sabemos porém, que as igrejas que crescem mais são aquelas que saem ao campo e pregam a Palavra. Outras por terem multidões dentro delas, acham que isto é crescimento, e confundem crescimento com enchimento, onde não há conversões, novo nascimento, regeneração.

Finalmente, pergunto: "Qual é o tipo de missão que a nossa igreja está realizando? A Centrífuga, a Centrípeta ou a missão Sanguessuga? Que Deus nos ajude!

Pastor Antonio Romero Filho

Postar um comentário

Pr. Antonio Romero Filho

{picture#http://imagizer.imageshack.com/img922/3226/HlUzqY.jpg} Presidente da Assembleia de Deus - Ministério de São Lourenço - MG - Brasil. Fundador do CIM - Centro Internacional de Missões. Pioneiro de Missões do Ministério de Taubaté - SP - 1981/2001 - Diretor responsável pelo Portal CNB. {facebook#http://facebook.com} {twitter#http://twitter.com} {google#http://google.com} {pinterest#http://pinterest.com} {youtube#http://youtube.com} {instagram#http://instagram.com}
Tecnologia do Blogger.